Vale do Silício: pesquisas brasileiras que impulsionam transição energética se destacam em evento na Califórnia

13/06/2024

O diretor-presidente do Serviço Geológico do Brasil participou, nesta quinta-feira (13), do  Simpósio Mineral-X promovido pela Universidade de Stanford
 

Inácio Melo participa de evento promovido pela Universidade de Stanford

Foto: Rafael Duarte/SGB


Califórnia (EUA) – As pesquisas do Serviço Geológico do Brasil (SGB), que impulsionam a transição energética e a descarbonização da economia, foram destaque em evento realizado no Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Nesta quinta-feira (13), o diretor-presidente da empresa, Inácio Melo, participou do Simpósio Mineral-X, promovido pela Universidade de Stanford.

Com o tema “Minerais Críticos: Exploração Eficiente e Mineração Responsável”, o evento – que fortalece a agenda global de sustentabilidade – recebeu líderes empresariais, pesquisadores do setor mineral, representantes da indústria consumidora de minerais críticos, investidores em tecnologia limpa, governos e ONGs.

Melo falou sobre como as pesquisas e o mapeamento de recursos minerais são fundamentais para identificar potencialidades e desenvolver uma indústria inovadora e descarbonizada: “A demanda crescente por minerais para as tecnologias de energia limpa posiciona os serviços geológicos em um papel-chave na transição energética. Com nossos estudos e dados, subsidiamos ações estratégicas referentes ao uso de recursos naturais com responsabilidade socioambiental”.

Durante a participação, o diretor-presidente também reforçou que o Brasil tem potencial para se tornar um fornecedor global de minerais críticos para a transição energética, como lítio, grafita, urânio e terras raras. “Para cada um desses minerais, temos pelo menos um depósito de classe mundial. Temos nos dedicado a aprofundar estudos nas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil”. 

Novas parcerias para o desenvolvimento de ciência, tecnologia e inovação

O simpósio abriu oportunidades de diálogo sobre novas parcerias e investimentos para o desenvolvimento do SGB tanto das competências científicas dos pesquisadores quanto das capacidades tecnológicas e de infraestrutura.  Na quarta-feira (13), o diretor-presidente do SGB, acompanhado do assessor de Assuntos Internacionais, Rafael Duarte, e do assessor da presidência, Marcio Remédio, se reuniu com representantes do Programa Mineral-X.

O objetivo foi identificar oportunidades para eventuais projetos que podem ser feitos em conjunto. Esse programa da Stanford Doerr School of Sustainability busca promover pesquisa, inovação e aceleração de um futuro com energia renovável e cadeia de abastecimento mineral descarbonizada. 

Núcleo de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
Ministério de Minas e Energia
Governo Federal
imprensa@sgb.gov.br
 

Outras Notícias

Serviço Geológico do Brasil forma mais de 2 mil pessoas em prevenção e desastres no primeiro semestre de 2024

Cursos de capacitação foram ofertados nas modalidades presencial e online

19/07/2024

Brasileiros sentem tremor após terremoto no Chile

Abalo sísmico, de magnitude 7.4, ocorreu na noite de quinta-feira (18) e atingiu região próxima à fronteira do Chile e da Bolívia

19/07/2024

Bacia Amazônica segue com vazantes e rios com níveis baixos para o período

Boletim do SGB mostra que os rios localizados na parte centro-sul são os mais afetados pela seca

18/07/2024