Conferência no Canadá apresenta últimos avanços e descobertas dos estudos sobre kimberlitos

10/07/2024

Pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil apresentam trabalhos sobre a exploração de diamantes no país

Foto: Divulgação SGB

Canadá (CA) - O diretor de Geologia e Recursos Minerais, Valdir Silveira; o pesquisador em geociências Izaac Cabral e a pesquisadora Lys Matos, do Serviço Geológico do Brasil (SGB), participam, entre os dias 8 e 12 de junho, da 12th International Kimberlite Conference (IKC), em Yellowknife, no Canadá, para apresentação de trabalhos sobre a exploração de diamantes no Brasil.

De acordo com Silveira, esse evento é uma das principais conferências no campo das pesquisas sobre kimberlitos, que são rochas ígneas associadas à formação de diamantes. “A conferência reúne geocientistas, pesquisadores e profissionais da indústria de diamantes para discutir os últimos avanços e descobertas no estudo dos kimberlitos e outros tipos de rochas portadoras de diamantes”.

O diretor também informou que o SGB apresentará uma proposta para sediar a próxima conferência e, caso o comitê aceite, deverá ocorrer na cidade de Diamantina (MG), com o tema "300 anos de exploração de diamantes no Brasil".

Foto: Divulgação SGB

O programa técnico da conferência inclui sessões orais e de pôsteres e, pela primeira vez, conta com seminários. A 12a IKC também oferece uma seleção de viagens de campo apresentando as minas de diamantes dos Territórios do Noroeste. 

O evento celebra 50 anos de Conferências Internacionais Kimberlitas, a primeira realizada em 1973, na Cidade do Cabo, na África do Sul.

O que é kimberlito?

Kimberlito é um tipo de rocha formada por magma que esfriou lentamente dentro da Terra, parecida com o peridotito. Essa rocha tem uma textura especial, com grandes cristais arredondados envolvidos por uma matriz mais fina. O kimberlito é feito de pedaços de outras rochas e minerais profundos da Terra, parecendo uma rocha quebrada (brecha). Ele forma tubos verticais que lembram cones.

A principal composição do kimberlito é a olivina, mas também pode ter piroxênio, flogopita, cromita e carbonatos, entre outros minerais. A olivina na rocha geralmente se transforma em serpentina. O kimberlito é famoso por trazer diamantes do manto terrestre para a crosta, o que lhe dá um grande valor econômico.

Núcleo de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
Ministério de Minas e Energia
Governo Federal
imprensa@sgb.gov.br 

Outras Notícias

Serviço Geológico do Brasil forma mais de 2 mil pessoas em prevenção e desastres no primeiro semestre de 2024

Cursos de capacitação foram ofertados nas modalidades presencial e online

19/07/2024

Brasileiros sentem tremor após terremoto no Chile

Abalo sísmico, de magnitude 7.4, ocorreu na noite de quinta-feira (18) e atingiu região próxima à fronteira do Chile e da Bolívia

19/07/2024

Bacia Amazônica segue com vazantes e rios com níveis baixos para o período

Boletim do SGB mostra que os rios localizados na parte centro-sul são os mais afetados pela seca

18/07/2024